botox3

Botox

  • 27 março 2013
  • Lucia Fernandes

Botox® e Dysport® são nomes comerciais da toxina botulínica, produzida pela bactéria Clostridium botulinum. A substância, inicialmente utilizada pela Oftalmologia e Neurologia para correção de contrações musculares involuntárias, há alguns anos tem sido utilizada na Dermatologia para a correção das rugas dinâmicas. As rugas dinâmicas, ou rugas de expressão, são aquelas provocadas pelas contrações musculares da mímica facial que levam, ao longo do tempo, à formação de vincos na pele.

A toxina botulínica atua impedindo a contração dos músculos faciais que dão origem às rugas. Com a interrupção da contração, ocorre o relaxamento muscular e as rugas se atenuam. A toxina também tem o efeito de bloquear a transpiração no local da aplicação.

Indicações:

1. Ruga de severidade entre as sobrancelhas (glabela).
2. Rugas de espanto na testa.
3. Pés-de-galinha na área dos olhos.
4. Levantamento das sobrancelhas.
5. Levantamento do nariz.
6. Melhora das rugas peribuicais nos fumantes.
7. Diminuição do sorriso gengival.
8. Colo: diminuição das rugas do V do decote.
9. Hiperhidrose (excesso de suor) nas axilas.

A ação da toxina botulínica tem início em torno de 24-48 horas após a aplicação, atingindo o resultado máximo em até 15 dias. O procedimento é ligeiramente doloroso, mas esse desconforto pode ser minimizado com o uso de um creme anestésico. O procedimento pode deixar pequenos hematomas que permanecem por poucos dias e alguns pacientes podem sentir dor de cabeça após a aplicação.

A ptose palpebral (abaixamento da pálpebra superior) pode ocorrer em 1% dos casos, sendo reversível em cerca de 2 semanas. Para evitar riscos de ptose palpebral, quem se submete à técnica não deve se deitar ou manipular os locais da aplicação durante 4 horas após o procedimento.

O resultado tem durabilidade de 3 a 6 meses, dependendo de cada paciente. O procedimento pode ser repetido a cada 6 meses. Com o uso continuado, uma pequena parcela dos pacientes deixa de responder à ação da toxina. Assim, não é aconselhável repetir a aplicação em intervalos curtos, nem pequenas quantidades (retoques).

O procedimento é muito seguro, sem risco de toxicidade. O relaxamento muscular proporcionado é localizado. A dose necessária para causar efeitos tóxicos precisaria ser mil vezes maior do que a usada habitualmente em um procedimento cosmético.









Todos Direitos Reservados © Clinica Aiza. | Desenvolvido pela Luan Comunicação